segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Nada é em vão

A lembrança de um dia que poderia nunca ter existido agora me atormenta.
O tempo passa numa rapidez impossível, e me vem a cabeça:
E se...
E se eu tivesse temido o desconhecido e continuado a vida como se nada tivesse acontecido?
Tudo teria se resolvido? Ou não?
Ou talvez eu simplesmente faria a mesma pergunta que me faço agora?
Mas depois de tudo isso,
O que eu tinha a perder?
Nada.
Ou possivelmente tenha perdido sim alguma coisa, que talvez só venha a me fazer falta daqui a alguns anos, ou amanhã.
Não importa, assumi as consequências do que quer que aconteça, arrisquei, sem olhar para trás.
Eu tentei!

2 comentários:

giu batista disse...

SUA LINDA! <3'

Brenda disse...

*--------* linda é você!